Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O Blog que fala de tudo e de nada, do simples ao complicado, ou seja ... ...do dia a dia... Do bom e menos bom, de experiências e vivências, de moda e tendência, de estilo e modo de vida... Enfim do tudo e do Universo.

Depressão silenciosa.

feliz-deprimido.jpg

 

Não é fácil falar...não é. Não é fácil estar aqui a escrever-vos de algo que considerei uma fraqueza. Mas decidi que um dia haveria de partilhar esta experiência aqui no blogue, para que outras pessoas, como vocês, leitores, ou algum amigo ou familiar vosso, que esteja a passar pelo o mesmo, saiba que há soluções com "finais felizes".

 

Para começar, nada vem ao acaso, e tudo tem uma razão de existir. Por mais que pareça demasiadamente oculta, ela está lá. Ela: a razão ou razões.

 

Em 2015 falei-vos noutro post sobre Baby blues, depressão pós-parto e yoga... e mais tarde sobre Após depressão pós-parto: O Desmame... . Convido-vos a ler ambos os post's.

Não são fáceis para mim de reler e reviver, ainda para mais, quando julgava que este ultimo ser o término da minha relação com ansiedade e depressão. Estava completamente enganada.

 

Nesse mesmo final de ano começou o desmame à medicação da depressão pós parto. Eu sentia-me óptima, a meu entender, por isso não havia mais razões para continuar a tomar aquilo que eu apelidava de "droga". 

Posso-vos dizer que foi o maior erro na minha vida, querer ser livre de algo que eu ainda não era, e que não estava preparada para viver sem ajuda.

 

No Verão de 2016, e como vêm não passou assim tanto tempo desde o desmame, surgiram os primeiros sinais de recaída, ou melhor dizendo, de que afinal eu não deveria ter feito desmame da medicação sem estar realmente BEM.

 

Iniciaram-se as fobias sociais, a taquicardia, os ataques de pânico, enfim...eu tinha tudo menos depressão. Tanto é que cheguei ir ao médico de família a considerar que tinha problemas de coração.

Estas eram as desculpas que eu dava a mim mesma.

 

Em Outubro do mesmo ano, tive um choque emocional ao saber que por duas vezes o meu pai entrou nos cuidados intensivos, a um milímetro de deixar-nos. Mas Graças a Deus, dentro dos possíveis, está connosco.  

Durante um par de meses a seguir a isto, eu vivia a pensar na vida, a imaginar os "se's", a esquecer de mim, a descuidar-me, a ausentar-me, a aumentar os meus medos, as minhas crises de ansiedade...até que dei conta, que já nada me fazia querer estar aqui, a não ser a minha filha.

No entanto, até nisso, eu conseguia ponderar se ela realmente precisava de mim. E mais não digo, porque como devem calcular, sabem o que eu achava sobre estar neste Mundo.

 

A família via que algo não estava certo. Mas eles não sabiam tudo o que ia na minha cabeça. E peço-vos que tenham atenção, porque por vezes a depressão é tão silenciosa que não deixa passar o quão grave é o estado de risco de saúde e até mesmo de vida.

 

Mais uma vez, eu tenho que agradecer a DEUS, por ter conseguido, no meio da "tempestade" que ia na minha cabeça, consciência de que precisava de ajuda. 

 

Não consegui ir imediatamente ao médico de família.

Eu ponderei tudo.

O que eu tinha? Porque me sentia assim? Será que estava mesmo com depressão? Ou seria eu, a ser eu mesma?

Mas será que a Soraia não queria mesmo viver? Etc...

 

Na outra ponta da questão, a Soraia que eu conhecia anteriormente e que conheço hoje em dia, adora rir, viver, ajudar o próximo, a família, a natureza, é vaidosa, e vaidosa com a sua filha. Então, todas estas questões não faziam sentido.

 Foi ai que decidi, vou pedir ajuda. Isto a meio de Novembro.

E assim foi. Pedi ajuda, fui ouvida, parabendizada por ter tido coragem de pedir ajuda,e fui ajudada com garra dos profissionais de saúde.

 

Sim, eu tive e tenho uma GRANDE MÉDICA de família, que soube ouvir-me, cuidar e vigiar, com todo o cuidado, sem sentir que era mais uma paciente.

 

Sentir confiança na profissional de saúde, também ajudou à minha recuperação. E claro, mais uma vez a medicação.

 

Desta vez já não lhe chamo "droga", porque ela não é isso, mas sim foi o que me manteve cá e curou-me.

Apesar que estou a fazer o tratamento há quase um ano, e ter outras ambições para a minha vida que estão condicionadas pela minha saúde, não vou passar à fase seguinte, o desmame, sem sentir mesmo com confiança, e que é altura certa.

 

Como estou hoje?

 

Bem, normal, a sentir-me Soraia. A reconhecer o que sou e a minha essência.

Só isto já diz tudo sobre, o que sou hoje e o que não era há um ano atrás. 

 

Tenho muito para vos contar, sobre esta luta que poucos são os que a entendem e muitos os que desconsideram.

Podia-vos falar do que me disseram em momentos que precisava de um ombro ao contrário de palavras duras.

Podia-vos falar de como foi duro a minha adaptação, como foi satisfatória a recuperação.

O quão silenciosa foi esta depressão que poucos ou raros foram os que se aperceberam.

Com quantos amigos pude contar e quantos ficaram?

Quem me deu a mão, quem a largou? E o mais importante, que lição tirei desta experiência.

Mas todas estas questões ficam para outra altura. 

 

Queria-vos apenas dizer, que nunca fiz questão de dizer que tinha depressão. Nem que estava medicada. Só sabiam mesmo, por alguma questão tipo: "Se gostas tanto de ser Mãe, porque não vais ao segundo?", e mesmo assim eu fugia nas entre linhas.

 

Hoje, passado um ano já aceitei e falo, talvez por que a vejo lá no fundo do "caixote do lixo", quase a ser jogada ao "contentor", e eu a sorrir de felicidade, e a pensar CONSEGUI.

 

Aos que estão a passar por situações semelhantes, não descuidem a vossa saúde, peçam ajuda. Não somos obrigados a suportar tudo só porque o outro consegue. A verdade é que também não sabemos o que lá vai. E cada um é cada qual.

 

Algo, podem partilhar aqui em baixo.  

Boas surpresas? Wonderlandbox.

Porque eu gosto de surpresas...e claro, boas surpresas, decidi arriscar e subscrever a tão falada Wonderlandbox.

 

22810333_1624648930888912_382725620_o.jpg

 

 

Então, e o que é isso?

 

Resumidamente, é uma caixa surpresa, que contem produtos de beleza, como produtos de higiene, maquilhagem, cuidados de corpo, etc. Tendo em atenção os gostos do subscritor.

Sim...escrevi bem, subscritor, porque a Wonderlandbox foi feita não só para as mulheres mas também para os homens.

 

Em cada box podem encontrar de 2 a 8 produtinhos de full size, consoante a box subscrita.

 

É de fácil subscrição, e tem preços para todas as "carteiras", o que é bom, pois cada um poderá gerir qual a caixinha a comprar, consoante a sua disponibilidade financeira.

 

E então como sabem os meus gostos?

 

Simples, através de um questionário que é nos fornecido para resposta, onde o objectivo é encontrar os gostos, e nossas necessidades, como também, o que gostaríamos de encontrar nesta caixinha maravilhosa.

 

CURIOSOS?!?!?

 

Então, vamos espreitar a MINHA Wonderlandbox, neste caso, a que adquiri tem o nome de  Mistério Plus .

O seu custo é de 34.99€, e claro, o seu verdadeiro valor comercial em produtos é sempre superior ao valor pago por box.

Eu atrevi-me a comprar a box Mistério Plus, pelo o seu feedback em geral ser tão positivo.

Tinha curiosidade em saber se o investimento numa box deste valor, seria realmente vantajoso pelo o seu conteúdo.

Mas como anteriormente referi, existe box's para todos os "bolsos". 

 

Pela imagem acima, já viram a fofura de mimo que ai vem, para não falar do conceito de beleza vs amigos do ambiente, e "Made in Portugal". 

 

22810357_1624648647555607_2011565079_o.jpg

22790651_1624648507555621_154610122_o.jpg

 

 

O que continha a minha Wonderlandbox Mistério Plus :

 

  • 1 Máscara da Novex My Curls

22810514_1624648467555625_1235951011_o.jpg

 

  • 1 Verniz da Revlon Top Speed, tom castanho 

 

22850110_1624648727555599_2133059358_o.jpg

 

  • 1 Eyeliner em Gel, à prova de água, da marca BarryM, tom azul.

 

22833693_1624649020888903_1066289861_o.jpg

 

  • 1 Mascara de sobrancelhas da Maybelline, cor castanho médio.

 

22810185_1624648984222240_1362792744_o.jpg

 

  • 1 Lápis de Lábios da Rimmel Exaggerate.

 

22812770_1624649084222230_917167025_o.jpg

 

  •  1 Batom da Maybelline, Bold Matte, na cor 72M302.

 

22790594_1624648847555587_1288669376_o.jpg

 

  • 1 Sombra de olhos, cor verde da Fashion Fair.

 

22810292_1624648517555620_765094623_o.jpg

 

  • 1 Loção de corpo GLAM Shimmer Body Lotion, da Lipsy.

 

22810390_1624648707555601_1936165795_o.jpg

 

 

E para além destes 8 produtinhos, ainda recebi como miminho.

Amostras da novex, e um saquinho de gomas (que já foram ).

 

Pelos produtos recebidos, basta fazerem uma pesquisa de preços online, que vão ver com certeza, que falamos de produtos que ultrapassa o valor comercial da box, upa upa... 

 

Se quiserem adquirir, ou visitar por curiosidade, aqui fica o link da marca.

 

Espero que tenham gostado...

Eu adorei, e anseio por mais curiosidades.

 

Alguma questão, já sabem...aqui nos comentários 

 

Bisous 

Este LUTO que tanto nos dói...

Muito se fala dos incêndios que infelizmente decorreram no nosso país. 

 

Fala-se pelas vitimas, por todos os milhares de hectares que arderam, os bens materiais, das culpas e não culpas, enfim...um assunto de abordagem dolorosa, em todos os aspectos.

De uma dor tão forte, que para infelicidade de todos nós, mas principalmente daqueles que perderam as suas casas e entes queridos, estamos de luto.

 

Fala-se em interesses, nos incêndios, mesmo quando, para uns ganharem, outros tantos inocentes, perdem a vida.

 

Mas afinal que tipo de homens temos neste Mundo, que pensam apenas no próprio umbigo, sem pensar no mal que podem causar ao próximo? 

 

Culpas de interesses, ou de apenas loucos, não sei, mas a verdade é que para além deste mundo tóxico que vive entre nós, também há irresponsabilidades por parte de órgãos responsáveis pelos nossos espaços "verdes".

 

Matas sujas, com pastagens secas...nem precisamos ir para dentro das nossas matas, basta apenas circular junto de estradas. Estradas essas que só têm é lixo, e ervas secas nas suas bermas, ideais para estes loucos com ideias insanas.

 

Com tanta gente desempregada neste país será que não há gente para pôr a trabalhar onde é necessário? 

Em que país vivemos nós? Será possível que não temos lá fora, outros países exemplares do que é realmente um país limpo para seguirmos como modelo? 

Mas que raio é feito do bom senso do homem, para saber o que é necessário fazer para prevenção destas coisas?

 

Uma coisa é incendiarem locais completamente sujos, propícios ao fogo alastrar rapidamente, outro é incendiarem locais limpos, sem muitas chances de desbastar floresta, casas, animais e pessoas...

 

Será que vivo no Mundo da fantasia? Ou realmente andamos a pagar IMIS e mais umas taxazinhas para alguém brincar aos governos?

 

Enfim...tristeza, é o que sinto neste momento...uma enorme tristeza por o meu país...estando completamente indignada com o Mundo que não sonhei para os meus filhos.