Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Dica de Segurança: Casaco grosso, NÃO...

Bem...algo que não pensamos, algo que por vezes não conseguimos ver as suas consequências, no entanto parece que faz parte dos nossos maus hábitos como pais. 

 

Mas estou aqui para alertar, tal como foi alertado para mim.

 

Não sei se todos vós, principalmente as Mamãs e o Papás, já viram por ai, em revistas, internet, ou foi alertado por amigo ou familiar sobre o perigo de usar um casaco grosso, quando transportamos a criança numa cadeirinha de bebé.

 

cadeirinha-de-bebe-no-carro.jpg

 

 

Pois é...

 

Ontem chamou-me bastante atenção quando lia um artigo sobre este assunto. Um alerta dado pela APSI- Associação para promoção da segurança infantil, e achei que deveria partilhar convosco as explicações que a APSI sugere para o NÃO uso de casacos grossos, a quando transporte da criança na cadeirinha, nos nossos carros.

 

A APSI menciona que os casacos grossos criam folga excessiva no cinto interno que prende a criança à cadeirinha. Também pode fazer com que o cinto não fique colocado a meio do ombro, como deveria ser. Porque os casacos grossos tendem a faze-los descair, o próprio tecido pode fazer com que não fique no sitio correcto, mesmo que no momento em que colocamos a criança na cadeirinha, o façamos, pode com os movimentos, tanto da criança como do carro deslizar e ficar abaixo dos ombros.

 

 Ora isto, pode numa colisão frontal, fazer a criança ser projectada para fora da cadeirinha, tornando a situação bastante grave, ou até mesmo mortal.

 

Sei que parece um pouco exagerado, mas todo o cuidado é pouco, e quando toca aos nossos filhos, são as palavras nas piores das visões que alertam os pais para um maior cuidado.

 

Para o uso devido da cadeirinha no carro, e para a segurança da criança e de todos, NUNCA use casacos ou mesmo roupas muito grossa, ou até mesmo com tecidos que possam provocar o deslizamento do cinto de segurança para o braço da criança.

 

Se tem a sensação que a criança poderá ter frio, pode sempre colocar uma mantinha sobre ela.

 

Estes são só apenas alguns dos  muitos exemplos, que a APSI  suger-nos para uma boa segurança no transporte rodoviário da criança.

 

Pode sempre consultar o Facebook da APSI, AQUI. Onde encontra estas e muitas outras dicas importantes nas nossas vidas.

 

Espero que tenham gostado, partilhem com os vossos amigos e familiares, pois são dicas imprescindíveis na segurança dos nossos pequenos príncipes e princesas.

 

Beijinhos grandes da Mamã Zen, Mamã com Estilo...

 

 

 

A alimentação dos nossos filhos e as nossas preocupações...

Como nós, os nossos filhos passam fases, e com a alimentação não é excepção.

 

Dollarphotoclub_61465558.jpg

 

 

Quando fui Mamã, até certo tempo do seu crescimento, fui muito despreocupada com a alimentação, porque sabia que durante os meses, que o bebé só bebe exclusivamente leite, o equilíbrio nutricional estava assegurado.

 

E como eu não dei de amamentar, era somente suplemento, confiei totalmente na marca que escolhi para alimentar a minha bebé, durante os meses exclusivos ao suplemento.

 

Quando foi altura de introduzir as primeiras papas, a primeira sopinha, e todos os alimentos que eram recomendados, no tempo certo, começou as minhas inseguranças.

 

"Ela não come tudo...", "Não se está adaptar à introdução deste novo alimento", até à fase de haver dias de não querer comer nada que fosse sólido. O fácil era mesmo beber um biberão de leite, mas eu não queria isso, somente como alimentação. É necessário, apesar destas fases de rejeição, persistir e não desistir. 

 

Como Mamã, eu sentia que somente o leite não era de todo o suficiente no seu crescimento.

 

Entre a fase de habituação à nova alimentação, nova textura e sabores, chegou no meio a fase dos dentes. 

 

Parece que um dia adorava a papinha, as sopinhas, a fruta e noutro dia?!?! Simplesmente ODIAVA tudo.

 

Para uma Mamã, e digam lá se não é verdade, talvez seja das fases mais stressantes, onde ponderamos, onde estamos a errar enquanto Mães.

 

Com o tempo, tentei descontrair. Simplesmente viver cada momento, pois como eu, e todos nós há fases que não nos apetece comer tanto, ou estamos indispostos, etc.

 

E acho que foi a melhor decisão da minha parte.

 

Hoje percebo que não é uma questão de não sabermos ser Mães, a questão são mesmo eles, e as suas personalidades.

 

Senti-me ainda mais confiante na minha decisão, ao ler o livro do Carlos González, "Pergunte ao Pediatra", onde uma Mamã questionava também pela alimentação do seu filho e a resposta do autor era algo do género, como uma criança que "petisca" isto e aquilo, não é uma criança que come mal, mas significa que tem uma alimentação variada.

 

Por isso Mamãs, a descontrair ... na maioria das vezes são mesmo fases e questão de personalidades, no entanto se sentirem que algo está menos bem, ou pensam que a falta de apetite excessivo e por um longo período de tempo, consultem algum pediatra, nutricionista, que vos possa ajudar, e informar da melhor forma.

 

Beijinhos da Mamã Zen, Mamã com Estilo...

 

 

Pandora, eu e a nossa história...

Confesso que logo assim que surgiu a febre das pulseiras de contas da Pandora, eu não fui fã.

 

Isto porque, a mania "chinoca" para imitação das pulseiras era coisa que irritava-me e tornava demasiado vulgar.

 

Alguns anos passaram-se e cruzei-me novamente por esta agora minha "paixão" Pandora , uma paixão que fez-me render ao seus encantos. Talvez porque as imitações estão mais calmas, não é febre doida que todo o mundo tinha que ter em forma de competição, como quem tem mais contas na pulseira, ou simplesmente porque aceitei a sua beleza e não entrei na competição, tratando de usar as minhas pulseiras, anéis, e brincos, como algum significado e valor importante para mim e para  a minha história de vida.

 

Assim sendo, a Pandora  começou a fazer parte da minha vida, e futilidades à parte, virei fã.

 

Começou por a minha primeira pulseira de couro cinza, pela minha primeira peça.

 

De seguida a minha segunda pulseira, e a cada acontecimento uma nova peça que marca acontecimentos importantes da minha vida. Como o Amor, o trabalho, a amizade, a minha filhota, entre outros.

 

Rendi-me aos seus anéis e sua simplicidade.

 

Até que veio a minha terceira pulseira e os brincos, tudo da colecção Pandora .

 

É destes dois últimos que vos venho falar. A minha terceira pulseira, e os brincos.

 

Parece uma futilidade, mas é incrível como consigo olhar para estas duas peças e recordar-me perfeitamente de um dos dias mais importantes da minha vida: o meu casamento.

 

 

12476088_1081368655216945_1291984634_n.jpg

 

 

Quando estava para casar, eu tinha a certeza de algo, queria ir SIMPLES. Não "artilhada" em adornos, tornando todo o conjunto demasiado pesado. Como também gostaria de encontrar uma bijutaria não só para uso naquele dia, mas também ao longo da minha vida, e o mais importante, sem oxidar.

 

Eis que lembrei-me do último presente que o hoje, meu marido, ofereceu-me. 

 

A minha pulseira, tipo "escrava" com a conta do trevo. 

 

12207668_1081368695216941_541736999_n.jpg

 

 

SIMPLES, fofa, com o seu brilho único de simplicidade. Eis a minha primeira escolha para bijutaria de noiva.

 

Dias antes do casamento, sem conseguir encontrar, os brincos que disse-se "Sim, és os meus brincos", a minha cabeça continuou a pensar no que eu iria usar nesse meu grande dia.

 

Uma coisa é certa, tinha que ser SIMPLES, e eis que lembrei-me mais uma vez da colecção Pandora.

 

Fui a uma loja aderente à marca, e encontrei os meus "fofinhos"...

 

12562571_1081368415216969_1268461960_o.jpg

 

 

 Simples, simples, simples...e sem mais nada como bijutaria, fui uma noiva de pulseira e brincos Pandora , fui uma noiva Pandora .

 

Sem arrependimentos, fui como eu queria, simples, com adereços que podem trazer a magia desse dia, todos os dias que pretenda, e o mais importante, a sua durabilidade, e a sua qualidade acima de tudo.

 

Atenção, que escrevo este post, apenas porque queria partilhar convosco que por vezes no simples, e em coisas bem fáceis, podemos criar histórias, marcar momentos e levá-los connosco para toda a vida, sem ter a preocupação do "gastei imenso dinheiro em algo que dentro de pouco tempo não presta, está inutilizável e oxidado".

 

A bem dizer o único que comprei foi os brincos, porque a pulseira já me tinha sido oferecida, apenas a sua "reutilização" num dia diferente, acabou por marcar o dia, e torná-lo menos dispendioso.

 

Espero que tenham gostado do post, sei que para as apaixonadas Pandora  será de todo, mais uma história, e para outros, como futuras noivas uma sugestão para o vosso dia.

 

As colecções Pandora  são extensas, e para todos os gostos. Agora fica ao critério de cada um.

 

Beijinhos muito grandes da Mamã Zen, Mamã com estilo...

 

Novos objectivos, novos desafios...

E na rotina do meu dia a dia para 2016 implementei, várias "coisas" e desafios novos.

 

Hoje venho partilhar convosco aquilo que ando há 4 dias a fazer, no entanto, a preparar há umas semanas atrás.

 

Ter em mente estes novos desafios, faz de mim uma pessoa com energia renovada.

 

A verdade é essa, quero renovar a minha energia, e de todo o Universo que me rodeia.

 

Sei que por vezes parece tudo tão surreal, mas na verdade e na prática são coisas que sem querer muitos de nós já as pratica ao longo do dia.

 

O que para uns parece fácil, para outros é necessário implementar rotinas, reeducar a mente e o corpo para novos objectivos.

 

Em primeiro lugar: A MINHA AGENDA

 

Era algo que já usava, no entanto vou dar mais importância neste novo ano. Adoro fazer "planos" para o dia, como: lista de tarefas a fazer em casa, lista de tarefas a fazer no meu trabalho e no blogue, e alguns extras, como hobbies.

Agendar o tempo, liberta-nos do peso que "hoje nada fiz" para "boa, consegui fazer o que me propus neste dia". Para além de que uma agenda é muito boa para não causar esquecimento em todos os aspectos. Distraída como sou e como a minha Mãe diz: "só não perdes a cabeça porque a tens agarrada ao corpo", faz todo o sentido de ser o meu "alarme diário".

 

Segundo: O MEU DIÁRIO DA GRATIDÃO

 

Quase todos nós, no final do ano fazemos um balanço do que foi o nosso ano, quase como um "Best off" , então porque não fazer mensalmente, ou até diariamente?!

Como o nome indica, acima, no meu caso é um DIÁRIO, logo eu todos os dias gratifico o meu dia por escrito neste meu diário, fazendo o meu balanço e agradecendo, por todos os acontecimentos do meu dia.

Na minha opinião acho que é algo muito positivo. Por vezes não damos conta, nem valor aos pequenos momentos do dia, fazendo cara feia dia após dia, e dizendo constantemente que nada de bom nos acontece. Mas isso não é verdade, numera, valoriza e agradece. Agradecer é muito importante. Podes agradecer a ti mesmo, pelo o teu dia.

 

Com este meu diário, também iniciei um desafio chamado #desafiodagratidao2016, #gratidao2016.

Todos os dias publico, no meu espaço, blogue ou redes sociais, uma gratidão convosco. É um compromisso que assumi comigo mesmo e ao mesmo tempo uma reflexão.

 

Terceiro: ARTE TERAPIA

 

Sabem aqueles livros fantásticos de mandalas para colorir?! Estou fascinada. 

Numa fase como estou a passar, que como já falei num post anterior, sobre a depressão pós-parto,( podem ler AQUI), tem sido fantástico para aliviar o stress, reflectir e até meditar.

Propus-me, e tenho cumprido, que a cada semana pinto uma mandala, e no final da semana, reflicto sobre ela, escrevendo mesmo ao redor dela o que me transmite.

 

Quarto: UM BOM LIVRO SÁBIO

 

Ler, de todo que não fazia parte da minha vida, no entanto há um ano atrás comecei a tomar gosto pela leitura.

Gosto de livros que me incutem algo de novo para a minha vida. E é isso mesmo que faço: LEIO, para estar em constante aprendizagem.

Sabedoria nunca é demais. E não gosto de pensar que um sou ser parado no tempo. 

Leitura já faz parte da minha rotina de autoconstrução.

 

Quinto: YOGA

 

Não há mais desculpas, pratico o que me faz bem, o que me equilibra por inteiro.

Por isso 2016, sem hesitações trouxe-me esta "drástica" decisão, de que não há mais desculpas para fazer aquilo que me faz bem, e que me torna numa pessoa melhor.

As aulas de Yoga, já fazem parte da minha agenda semanal de 2016 e ponto final.

 

Sexto: DESTRALHAR

 

Já comecei em 2015 e continuo para 2016. Destralhar é desfazer-me de tudo aquilo que não me faz falta e que só ocupa espaço.

Objectivo de 2016 é destralhar os armários cá de casa, organizar e simplificar tudo para uma vida mais fácil para todos nós.

Já agora, para aqueles que estão numa de "destralhar a casa", façam doações de aquilo que não precisam e ainda está útil, pelo menos para outro alguém.

Aqui em casa, com uma princesinha de 20 meses, o destralhar tem mesmo que fazer parte do vocabulário desta casa, quase a cada 3 meses.

 

Sétimo: O DESAFIO DAS 52 SEMANAS (FINANCEIRO)

 

Muitos já devem ter visto por ai, o tão falado por este mundo cibernético, sobre o desafio das 52 semanas, em que consiste, em todas as semanas fazer uma poupança de X dinheiro, num mealheiro ou pote, que em conclusão, ao final das 52 semanas terá um bom "mealheirozito" acumulado.

Confesso que há semanas que os valores já são muito elevados, no entanto, estamos aqui para CONSEGUIR realizar o desafio.

Para os mais curiosos sobre o desafio, convido-vos a visitar o blogue que me incutiu o bichinho, As dicas da Bá.

 

E bem aqui fica os meus novos objectivos, desafios, implentações para 2016.

 

O Mundo gira e transforma-nos, e todos os dias são oportunidades. Mas já que estamos numa de novo ano, vida nova, vamos aproveitar a boa energia que flui. Porque nós somos como as borboletas, em constante metamorfose, em constante mudança.

 

metamorfose.jpeg

 

 

Espero que tenham gostado, partilhem comigo as vossas dicas...

 

Beijinhos grandes da Mamã Zen, Mamã com estilo...

 

A minha gratidão de hoje...

Bem...e hoje, venho revelar um pouco mais de nós.

 

Esta é uma forma de gratidão que tenho para convosco, por estarem há praticamente  um ano a acompanharem-me.

 

Há dias partilhei uma foto "nossa" no Facebook do blogue Mamã Zen, Mamã com estilo... e juro-vos que senti-me tão acarinhada por todos vós, de forma tão especial, e sem sentir receios.

 

Sim, receios, porque ficamos sempre na dúvida no que fazer sobre a nossa confidencialidade ou não. Mas pensei e pensei, e sem hesitar coloquei esse miminho para vós, pois de fato o que faz este blogue, sou EU, a minha PRINCESA e VOCÊS.

 

Então porque limitar-me tanto?!

 

Quando nós damos com o coração, é com o coração que nos "oferecem" o melhor.

 

E o melhor é mesmo isso...fazer o que gosto e receber todo o vosso apoio, sentir o carinho, o amor, mesmo que muitas pessoas não compreendam o que é isto de uma vida reflectida num blogue, e nas suas redes sociais.

 

Então aqui fica, nesta etapa do desafio da gratidão de 2016, a minha gratidão do dia de hoje. 

 

Hoje o terceiro dia do ano.

 

A Princesa e a Mamã Soraia, grata por todas as maravilhas...

 

11139976_743335902466012_4374192213171684485_n.jpg

 

Bom resto de Domingo, beijinhos nossos, no vosso coração, e já agora BOM ANO 2016.