Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

A alimentação dos nossos filhos e as nossas preocupações...

Como nós, os nossos filhos passam fases, e com a alimentação não é excepção.

 

Dollarphotoclub_61465558.jpg

 

 

Quando fui Mamã, até certo tempo do seu crescimento, fui muito despreocupada com a alimentação, porque sabia que durante os meses, que o bebé só bebe exclusivamente leite, o equilíbrio nutricional estava assegurado.

 

E como eu não dei de amamentar, era somente suplemento, confiei totalmente na marca que escolhi para alimentar a minha bebé, durante os meses exclusivos ao suplemento.

 

Quando foi altura de introduzir as primeiras papas, a primeira sopinha, e todos os alimentos que eram recomendados, no tempo certo, começou as minhas inseguranças.

 

"Ela não come tudo...", "Não se está adaptar à introdução deste novo alimento", até à fase de haver dias de não querer comer nada que fosse sólido. O fácil era mesmo beber um biberão de leite, mas eu não queria isso, somente como alimentação. É necessário, apesar destas fases de rejeição, persistir e não desistir. 

 

Como Mamã, eu sentia que somente o leite não era de todo o suficiente no seu crescimento.

 

Entre a fase de habituação à nova alimentação, nova textura e sabores, chegou no meio a fase dos dentes. 

 

Parece que um dia adorava a papinha, as sopinhas, a fruta e noutro dia?!?! Simplesmente ODIAVA tudo.

 

Para uma Mamã, e digam lá se não é verdade, talvez seja das fases mais stressantes, onde ponderamos, onde estamos a errar enquanto Mães.

 

Com o tempo, tentei descontrair. Simplesmente viver cada momento, pois como eu, e todos nós há fases que não nos apetece comer tanto, ou estamos indispostos, etc.

 

E acho que foi a melhor decisão da minha parte.

 

Hoje percebo que não é uma questão de não sabermos ser Mães, a questão são mesmo eles, e as suas personalidades.

 

Senti-me ainda mais confiante na minha decisão, ao ler o livro do Carlos González, "Pergunte ao Pediatra", onde uma Mamã questionava também pela alimentação do seu filho e a resposta do autor era algo do género, como uma criança que "petisca" isto e aquilo, não é uma criança que come mal, mas significa que tem uma alimentação variada.

 

Por isso Mamãs, a descontrair ... na maioria das vezes são mesmo fases e questão de personalidades, no entanto se sentirem que algo está menos bem, ou pensam que a falta de apetite excessivo e por um longo período de tempo, consultem algum pediatra, nutricionista, que vos possa ajudar, e informar da melhor forma.

 

Beijinhos da Mamã Zen, Mamã com Estilo...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D