Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Há um ano atrás...o relógio TIC-TAC...

 

Xiiii...E há quase uma semaninha que por aqui não aparecia...não queria vir sem a remodelação do blog estar concluida, mas hoje comemoro um dos dias mais importantes da minha vida. E já vão perceber porquê.

 

Ainda acerca do blog, como veem, tem uma nova cara. E eu estou simplesmente a ADORAR.

É um passinho para o meu cantinho ficar mais jeitoso para mim e para todos vós. Ainda não está concluido, mas esperamos em breve, estar concluido.

Até agora, o que vocês acham? Deixem a vossa opnião, nos comentários. Vou gostar de receber o vosso feedback.

 

Agora vamos à comemoração.

 

 

Hoje faz um ano, que por esta hora (mais ou menos 20:00) estava a caminho do Hospital. Por o melhor motivo do Mundo.

40 semanas e 3 dias, e o relógio no TIC-TAC, TIC-TAC.

Eu, Soraia, a Mamã mais Medricas à face da Terra, estava à beira de entrar naquele momento que muitas Mamãs consideram horrores, considerando as inúmeras histórias de parto, que felizmente ou infelizmente contaram-me durante a minha gestação.

 

Felizmente, porque hoje posso dizer, que NÃO, PARIR (o termo chocante, mas o mais correto) não é o filme de terror que nos pintam. E só posso dizer isto, pelas histórias que passavam por mim. E infelizmente, porque não há pior para uma gestante, ouvir histórias menos boas sobre PARTOS. Alimenta medos, torna-nos inseguras, e por sua vez ansiedade para a Mamã e principalmente para o bebé.

 

A caminho do Hospital, ainda a uma hora de caminho, estava com contrações irregulares, com algum desconforto, mas contudo, bem.

Cheguei, fiz a ficha, no fim de algum tempo, chamaram-me. Fizeram os procedimentos normais. CTG e Toque. Onde a equipa de médicas concluiram que realmente as contrações existiam, mas ao contrário, não existia dilatação.

 

(Um aparte, eu na noite anterior já tinha estado no Hospital, com contrações regulares, mas desta vez sem dor. No entanto como as contrações eram de 10 em 10 minutos e eu moro longe do Hospital, dirigi-me um pouco em vão, porque mandaram-me para casa. Sendo que às 5 da manhã, começou as dorezinhas, as moinhas, e acreditem, eu aguentei o dia todo as moinhas, só porque como era Mamã de Primeira Viagem, eu não sabia na realidade o que se sentia. Ahahaha E só fui para o Hospital, porque liguei para a Enfermeira Parteira do Curso de Preparação para o Parto e ela disse: “Tem dores, não são contrações regulares, mas já passa do suposto tempo, vá para o Hospital”. E lá fui eu...)

 

Quando uma das médicas estava a fazer o toque, ela perguntou-me de onde vinha, eu respondi, ela disse “Ui vem de longe, e assim já não pode estar...vamos lá dar aqui um jeitinho há coisa...”.

Digo-vos foi das equipas mais maravilhosas que tive naquele hospital. Cinco estrelas.

“O jeitinho à coisa...” resume-se no descolamento de membranas. Doeu? Não, não doeu, e falo-vos muito asério, a mim não doeu, é apenas um desconforto, nada mais. Salientando que vos escreve a Mamã mais medricas da face da Terra. Hehehe

 

Com a conversa e o jeitinho, fiquei com contrações e dois dedos de dilatação, o que justificava o meu internamento. Eram (mais ou menos) 23 horas e estava eu a dar finalmente entrada no internamento.

 

Ainda dentro da sala de urgência, fizeram os procedimentos necessários, e lá fui eu avisar o "Noivo-Marido" que ficava internada...

 

Instalámo-nos no "hotel", e mandaram o Papá para o casa. Mal o Papá chega a casa, já estava a Mamã a ligar para voltar para o Hospital, pois eram 3 da manhã, e ia dar entrada na sala de partos.

A dilação foi rápida e são dores que se aguenta perfeitamente, pelo menos falo por mim. Confiei muito na equipa, eu posso dizer que entreguei-me nas mãos da equipa, só isso ajuda muito as Mamãs. Eles estão ali e sabem o fazem, estão para nos ajudar. 

Durante a dilatação, por indicação do enfermeiro fui para baixo do chuveiro com a água quentinha. Acreditem que ajuda a superar a contração e acelera a dilatação. É uma boa dica.

Depois disso romperam-me as águas, que não dói NADA. Parece apenas que levamos com água quente pernas abaixo. ahahah Foi ai, depois de romperem me as águas que fui para a sala de partos...

Mais não conto, fica para amanhã hehehe

 

Acreditem que hoje vivo tudo com muitas saudades, e é muito bom poder partilhar convosco a minha experiência.

Se digo que tenho saudades, é porque não foi assim tão mau, não acham? heheheh

 

Beijinhos muito grandes da  "Mamã Zen, Mamã com estilo..." e até amanhã...

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post