Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Não vale desistir...

A verdade é que...

 

5374a8ae5458d711a8ce1769ac8c4bd5.jpg

 

 

E...

 

3.jpg

 

 Com isto tenho tudo dito, e para aqueles que pensam desistir, fica a dica.

 

Vale a pena refletir sobre  o que nos é colocado diariamente aos nossos olhos. 

 

Onde a vida pode estar a ser madrasta, pode somente querer dizer: " Isto não é o melhor para ti, guardo o melhor para depois..."

 

Beijinhos grandes da Mamã Zen, Mamã com estilo. . . 

 

 

Afinal o que é isso de Mindfulness?!?!

Afinal o que é isso de Mindfulness?!?!

 

Será que fui a única a questionar-me?

 

 

 

Apesar de ser uma palavra escrita em inglês, de seu significado "atenção plena", o que é certo é que está "em alta" a utilização da mesma para tudo.

 

Mindfulness para grávidas, mindfulness para o trabalho, mindfulness para isto e aquilo, mindfulness para tudo.

 

Sendo eu uma curiosa, e a estudar o  mundo Zen, tenho lido muitas revistas que fazem foco ao "Mindfulness", é como se tivesse pegado moda.

 

Mas afinal, como questionei acima, o que é o Mindfulness?

 

Eu posso até estar errada, mas a minha compreensão sobre o assunto leva-me a perceber que consiste numa prática de concentração, de regulação da mente, pensamentos, acontecimentos, fantasias, sonhos, do tudo que surge na nossa mente. E isto para que possamos de alguma forma, perceber o que está acontecer na nossa vida, o porquê do surgimento de certos pensamentos, etc.

 

Mindfulness pode ser praticado, com a técnica de meditação.

 

Imagina então, que estás grávida, pode ser aplicado o Mindfulness de forma a que foques a tua mente, e percebas o que está a acontecer ao teu corpo, dar atenção a todas as mudanças, que te pode ajudar a sentir te calma e serena, porque tu sabes cada passo, cada tranformação na tua gravidez, tu sabes aceitar, e isso reduz te o stress, os sintomas mais depressivos, entre outros.

 

Podemos também praticar Mindfulness, mantendo a nossa mente concentrada na pintura de desenhos, que relaxa pelo o ato e pela forma de exprimires a cor no papel.

 

Podemos simplesmente, fazer a nossa meditação focando e programando a nossa mente para determinado assunto.

 

A meditação é algo muito "nosso", e há várias formas de meditar, não quer dizer que tenhas que meditar na posição de lotus, podes praticar meditação quando estás a tomar o duche, a passar a ferro, estar simplesmente deitada/o, és tu que escolhes a tua forma, que resulta mais contigo.

 

Concluindo, e para não dispersar noutro tema, Mindfulness ajuda-nos a consciencializar-nos das nossas ações, dos nossos propósitos do dia a dia, em tudo.

 

Pelos vistos, neste post coloquei em prática o Mindfulness, foquei-me, tentei perceber e escrevi sobre um foco, neste caso, sobre ele próprio.

 

Espero que tenham gostado, para os mais curiosos nestas áreas, e que possa de alguma forma ter ilucidado para o afinal, o que é isto do Mindfulness.

 

Beijinhos muitooooo grandes e com imensa gratidão por tudo, hoje de fato foi o dia muito produtivo e muito bom para reflexão.

 

E hoje é SEXTA-FEIRA YEHHHHHHHHHHHHH

 

"Mamã Zen, Mamã com estilo..."

 

 

 

 

 

A maternidade como uma oportunidade de realinhamento profissional

Há coisa e coisas. Coisas que não sabemos explicar, mas que passam no nosso caminho com o sentido de nos deixar uma mensagem. 

Digo isto, e para que vocês consigam perceber o que estou a falar, vou vos contar a minha situação presente.

 

Neste momento a minha bebé tem 12 meses, e sou imensamente grata por poder ser eu a tomar conta dela todo este tempo. Graças a Deus a minha vida assim trilhou para que eu própria pudesse cuidar 24 horas, sobre 24 horas, sem ter que levá-la para o infantário.

 

Quando ainda era gestante, eu tinha tudo muito definido na minha cabeça. Por minha concordância e do Papá, tinhamos, proposto colocar a bebé, mais ou menos aos 8 meses, no infantário. Pensávamos na parte cognitiva da bebé, no beneficio que podia ser para ela e para o seu desenvolvimento, não sabiamos é que depois dela nascer, e com o passar do tempo o coração de Mamã, fica menos prodisposto a partilhá-la com o desconhecido. Acho que nos tornamos um pouco egoistas e egocêntricas, pensamos no bebé sim, mas pensamos na dor que nos causa ver os nossos rebentinhos nas mãos dos outros que mal conhecemos. Será que fica bem? Será que sofre pela minha ausência? Será, será, será.....? E assim continuamos.

Como já mencionei, eu sou grata por ter oportunidade de ser eu a cuidar da minha filha a tempo inteiro, outros nem sequer têm essa opção, simplesmente têm que colocar nos infantários, ou contratar alguém para cuidar dos seus filhos, porque têm que trabalhar fora de casa.

 

Eu continuo com a mesma oportunidade de poder continuar a ser EU, a cuidar da nossa bebé, mas a verdade é que também trabalho, apartir de casa. Também sou, no melhor que posso, dona de casa. Também sou, o melhor que até agora consigo, e que a maternidade deu-me oportunidade de ser, blogguer. E sobretudo, sou Mamã.

Sou tanto numa só pessoa, que por vezes sinto que cheguei ao fim do dia, e perdi-me no meio de tanta "profissão", principalmente na mais gratificante de ser Mamã.

E as horas passam, e o dia passou, e qualquer coisa ficou por fazer. E eu, reclamo em voz alta, mas comigo mesmo, porque deixei tarefas para trás.

 

A verdade, é que não somos super heroinas, ou somos. hehehe

Exigimos muito de nós. Por vezes não deviamos.

 

Voltando ás nossas ideias bem definidas, passou os 8, 9, 10 e por ai fora, meses, e não consigo ceder, render-me ao melhor momento para colocar a nossa bebé no infantário.

O Papá diz à Mamã: "Também precisas tempo para trabalhar....também precisas tempo para fazer as tuas coisas."

Eu sei que é verdade, mas dói, dói aqui dentro. Porque o tempo passa a voar, e eu não quero perder nada, que seja importante do melhor de mim, a minha Borboleta.

 

Eis que recebo um e-mail, e porventura, clico no seguimento de videos no Youtube, onde deparo-me com este video, que aqui vos deixo, tão direcionado à minha vida neste momento. Aos medos de quando descobrimos que estamos grávidas, ao medo do futuro, ao medo de avançar, ao medo de lutar pelos os sonhos, a tudo.

 

E ainda hoje, quando estava a olhar para ela, eu senti a gratidão de cuidar todos os dias dela, de fazer parte da  minha vida todos os minutos, até mesmo quando estou a trabalhar.

 

Eu tenho o projeto nas minhas mãos, eu tenho os meus sonhos comigo, e eu sou MÃE acima de tudo, mesmo quando partilho a minha filha, com alguém que sabe cuidar dela com respeito e dedicação.

Porque hoje, que sou Mamã, tudo o que faço é em prol do melhor para ela. Para uma vida melhor, um futuro melhor, para nós FAMÍLIA.

 

Aqui vos deixo um video inspirador.

A maternidade como uma oportunidade de realinhamento profissional

 

 

Beijinhos muito grandes da  "Mamã Zen, Mamã com estilo..." .

 

 

 

Gratidão pela vida...

Olá a todos...

Tenho andado desaparecida, sem tempo para o blog  ...mas aqui estou eu de novo. 

Hoje, novamente segunda-feira, inicio de semana, e graças a Deus, super entusiasmada, feliz, em paz e harmonia. 

Se há dias que devemos agradecer por tudo, hoje é um dia deles...11113578_741558949289270_774508423048433410_n.png

Hoje estou imensamente grata pela vida que tenho, pelas pessoas que me acompanham, pela paz e o amor que padece em meu coração. 

Nem sempre damos conta do quão valioza é a nossa vida, tão rica de coisas boas que ela é, mas hoje acordei com a certeza que sou imensamente rica. Pela filha maravilhosa que tenho, o "Namarido"-Anjo que tenho ao meu lado, por tudo, tudo o que existe no meu "sonho".

Tu que estás nesse lado, agradece...hoje acordas te, só por isso já és rico, e com oportunidades maravilhosas para fazer a vida sorrir-te, todos os dias da tua vida.

Grata por tudo que me têm proporcionado, por tudo o que a vida me tem dado, sem as minhas experiências, eu não seria quem sou hoje.

 

 

Beijinhos muito grandes da  "Mamã Zen, Mamã com estilo..."

O meu desafio é: OUVIR o Mundo...

Olá a todos 

Antes demais, e visto que estamos no ínicio de uma nova semana, espero que tenhas uma ÓTIMA SEMANA.

Hoje estou muito feliz, e muito grata pois a página oficial do facebook da "Mamã Zen, Mamã com estilo..." atingiu mais de 2000 "gostos" novos durante o fim de semana. Para vocês pode ser pouco mas eu fico imensamente feliz por conseguir chegar a tantas pessoas. Espero fazer e desenvolver um bom "trabalho" com o blog, para que vos deixe "fãs" do meu cantinho mágico, e possa muitas mais vir até aqui. 

Hoje vou lançar um desafio...

"Escuta com atenção quem te rodeia, e responde afávelmente, e com serenidade"

Adaptei esta frase de uma leitura que fiz. 

A verdade é que nós, seres humanos, não tomamos muitas das vezes atenção à forma como falamos ou atuamos perante algumas situações. Nem perdemos um pouco do nosso tempo em ver como cada um age connosco. 

Se forem calmos, calmos ficamos. Se mostrarem agressividade, é com agressividade que vamos para cima, causando assim, o efeito bola de neve, claro, negativamente.

Mas mesmo nós? Será que não podemos ser mais afáveis a comunicar? Pensar na forma que agimos, corretamente ou incorretamente?

O meu desafio é: OUVIR. Ouvir o "Mundo".

 

No fim do dia medita sobre o teu dia...e analisa o bom e o menos bom. Amanhã podemos ser melhores.

Melhores connosco próprios, com os outros, com o Universo.

O que emanas, projeta-se, reflete e volta como efeito Boomerang.

Beijinhos muito grandes da  "Mamã Zen, Mamã com estilo..." 

 

 

Aprender a gostar de ti...

Olá a todos...

Tenho estado aqui a pensar a melhor forma de gerir o blog. Pois com um nome tão abrangente que é,   "Mamã Zen, Mamã com estilo...", posso ir por vastos temas, mas não queria perder rumo e por isso estou a procurar a melhor forma de gerenciar o meu blog. Mas como todos os dias, hoje, parece que surge algo novo, e hoje estou reflexionista, como algum tempo já não andava por aqui. 

Isto porquê? Porque encontrei esta frase (que até publiquei na minha página de Facebook):

"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você e principalmente,a gostar de quem também gosta de você."

 

Esta frase é a pura verdade.

Eu lembro-me que eu para gostar de mim, esperava constatemente apoio e palavras boas dos outros, para eu finalmente concluir, "Eu sou...". Mas não têm que ser assim. E no dia que vi que não era assim, acreditem, eu passei a ser feliz.

A contemplar o que a vida me deu. O que sou. Quem sou. Sem ficar a espera do aval de ninguém.

Quando estamos fragelizados, precisamos de apoio. Mas o melhor apoio, somos nós próprios. 

Nós somos o melhor amigo de nós próprios, do nosso coração e da nossa mente.

Implorar amor, carinho, apoio, só nos dá fraqueza. E estamos a dizer perante os demais, que somos fracos.

E tu não queres ser fraco/fraca. Tu não és fraco/fraca.

Medita todos os dias sobre ti. Como és como pessoa. Como ages com os outros.

Reflete sobre as tuas acções. O que achas que está certo, ou menos certo. 

Quem está contigo por seres TU, e não por seres o que os outros querem que sejas.

Quem dá valor à tua pessoa, quem dá valor ás tuas atitudes.

Essas são as pessoas que asseguir de ti própria/o, gostam de ti. 

Aprende a gostar dessas pessoas tal e qual como elas gostam de ti. Porque te aceitam, como tu és. 

Já reparas-te que secalhar são a essas pessoas que dás menos valor? Dá-lhes valor. Aos verdadeiros. Os outros, ignora, vai ignorando, e vai sendo cada dia que passa mais e mais feliz.

Ninguem é perfeito, por isso, não exigas, aceita. Alguem fez o mesmo por ti, antes mesmo de tu teres-te aceite.

 

Beijinhos muito grandes da  "Mamã Zen, Mamã com estilo..." 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub