Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Reacção ao 1º trabalho de espressão plástica...

É fascinio...

 

manobaby.jpg

 

 

Pode ser um rabisco, um pontinho numa folha, mas sou aquele tipo de Mamã, que tem orgulho do seu primeiro trabalho, de expressão plástica no infantário. ahahah

 

Era capaz de mandar moldurar, para mais tarde recordar.

 

Vá ... chamem-me louca, eu chamaria-me APAIXONADA.

 

(Realmente, uma mulher quando vira Mamã, não sabe falar de outra coisa do que sua paixão, seu filho. E vá lá saber-se porquê?!?!)

 

Serei a unica Mamã que faz uma festarola cada vez que vê um rabisco novo da criança?!

 

Acusem-se...

 

Fico à espera...

 

Beijinhos grandes da Mamã Zen, Mamã com Estilo...

Um Amor perlimpimpim...

Há coisas que para mim são essenciais numa relação.

 

Quando esses pontos existem, existe uma base sólida com meio caminho andado para que tudo deie certo.

 

Antes de ser namorado, é  AMIGO.

 

Depois de ser namorado, continua AMIGO.

 

Depois do casamento, permanece  AMIGO.

 

Não há relação sem RESPEITO, sem COMPANHEIRISMO, sem COMPREENSÃO MÚTUA.

 

Contudo, não pode faltar o AMOR.

 

Como pastel de nata, o melhor sabor é com um pó  perlimpimpado de canela, assim é feita uma relação a dois, com sentimentos perlimpimpados.

 

FB_IMG_1439936123339.jpg

 

 

Mas também, não  há relação sem altos e baixos, sem briga e paz, sem desentendimento e entendimento. O segredo está  na sabedoria  de permanecer unidos, apesar de todas as diferenças e diversidades. 

 

Dois seres, dois corpos  unidos no corpo, na mente e na espiritualidade constroem muralhas só perceptíveis aos olhos...de nós os dois.

 

Beijinhos aos reis e rainhas que seguem a Mamã  Zen, Mamã com estilo...

 

 

De regresso após casamento...

E por aqui estamos de volta. A duas semanas de ter festajado um dos melhores dias da minha vida, e após toda a confusão de todos os preparativos terem passado, finalmente consigo encontrar tempo para algo que gosto tanto como o meu blogue. Agora já posso partilhar convosco algumas coisinhas daquilo que de fantástico foi e é, realizarmos , este que foi por muitos anos um sonho por ambos desejado. Para mim é praticamente impossível descrever por palavras todas as emoções vividas nesse dia, mas vou tentar ir por partes e tentar partilhar convosco da melhor forma que consigo. Sei que para muitos pode ser uma história agradável de ler, para outros não significar nada, mas este é o meu espaço e o meu momento de partilha para com todos vós. Então bora lá começar por o inicio. Como todos sabem, eu sou Mamã de uma linda Borboleta, e um dos nossos objetivos era assim que possivel, podermos batizá-la. O batizmo, para nós pais e padrinhos era essencial na vida da nossa bebé. E por isso tentámos realizar a cerimónia o quanto antes, mas após o primeiro ano de vida da nossa pequena. Como não há batizmo sem festa, logo fomos procurar um espaço para comemorarmos após cerimónia, nunca excluindo a hipótese, já em aberto, de juntarmos o útil ao agradável e realizarmos em união com o batizmo da nossa mais que tudo, o sonho há tanto tempo adiado, o casamento. Não é que o casamento, papéis, altera-se os nossos sentimentos, mas só prova e reforça o amor que sentimos um por o outro, e em sinal do fruto que nasceu desse amor, tornou-se algo que aos nossos olhos e aos nossos ideais era o certo . Quanto ao local de festa, conseguimos encontrar um sitio onde o 2 em 1 era possível, a preços acessíveis. E daí nasceu toda a preparação de um dos dias mais felizes da nossa vida. (Não me canso de dizer hehe) Data escolhida, começámos a dar andamento com os procedimentos de civil e católica, acreditam que durou quase até ao dia da cerimónia? Não por culpa de ninguém, somente nossa, pois fomos deixando passar o tempo e o tempo nestas questões correeeee mas corre sem dar nos conta. O passo seguinte foi a lista de casamento. Uiiii que dá sempre que falar ahaahahhah Já foi o tempo que fazia o obséquio de ser educadamente educada para não parecer mal a ninguém, mas hoje não. E o fato de ser Mamã alimou muitas arestas na minha personalidade que era necessário serem trabalhadas. Na lista tive em conta duas coisas: a nossa disponibilidade financeira e convidados que nós noivos fazíamos mesmo questão que estivessem presentes por o que são ao longo do ano para nós, e não por o papel de atores que desempenham no nosso teatro a que chamamos vida. Se fosse há uns anos atrás, esta questão não me era fácil de filtrar, mas a idade e a vida nos fazem mudar como nunca imaginamos. Por isso para mim esta tarefa acabou por ser fácil, descompliquei o que por norma é complicado. Lista de convidados elaborada, o passo seguinte foi fazer os convites. Esses elaborei eu mesma, depois enviei a uma gráfica para imprimir com alguma qualidade. Foi simples. Um modesto postal, porque por vezes o menos é mais. Quanto às lembranças, tratei com uma amiga minha uma vez que a mãe tem uma lojinha que trata desse tipo de artigos. Quanto aos ramos, também descompliquei. Baseei me num ramo de flores que me foi oferecido por uma grande amiga minha. Tomei como base aquele arranjo e deixei tudo o resto nas mãos da florista. O topo de bolo, eu quis que fosse personalizado. Então mandei fazer numa lojinha virtual do Facebook, e simplesmente adorei o resultado final. Ainda com o bolo, esse pedi a uma senhora amiga da minha zona, que faz bolos deliciosos, para o elaborar. Sem grande complexidade, simples e tal como a florista, acabei por deixar à vontade o trabalho da Sra. Pasteleira. Hehehe Acho que o fato de deixar ao critério de cada um, mas claro não esquecendo os nossos gostos,todos nos surpreenderam pela positiva. E acho que acabaram por trabalhar connosco mais a gosto. As nossas "vestes" têm histórias engraçadas, mas o meu vestido supera. Amo de paixão, e sei que veio até mim com uma história linda e de muito amor pelo o gesto. Guardo o com muito AMOR. Posso vos dizer que foi uma cerimónia simples, mas para nós lindaaaa. E pelo o feedback que recebemos dos presentes, adoraram. Quero agradecer aqui a todos os maravilhosos e maravilhosas que fizeram do nosso dia, um dia tão especial. Guardo vos a todos no coração. Obrigadaaaaaa ...

FB_IMG_1439193032087.jpg

 

Aqui vos deixo algumas fotos de tantas outras. 

 

FB_IMG_1439193173141.jpg

 

 

Beijinhos grandes da Mamã Zen, Mamã com estilo... 

Em união e Amor...

Hoje para finalizar o dia...venho contar-vos um segredo.

 

Hojé é dia do nosso Amor, simmmm, do nosso AMOR a dois.

 

PicMonkey Collage.jpg

 

 

Já são quase duas mãos cheias de "amores" vividos em união, e muitos mais serão.

 

Fizemos algo que quase nunca, ou nunca fazemos...COMEMORAMOS de forma diferente ao nosso dia a dia. 

 

Comemoramos a dois.

 

Afinal também merecemos, afinal somos gente com coração, com sentimentos, e com muito Amor em comum.

 

Venham mais umas valentes mãos cheias de histórias a dois, com um três, que se chama filha, e quisá mais tarde um quatro de sementinha, filho ou filha, quem saberá.

 

E hoje os bejinhos vão somente para ti meu Amor, AMO-TE Principe, A Mamã é grata pelo o Papá que escolheu para fazer a sua familia.

 

 Mamã Zen, Mamã com estilo...

Quem disse que casar era fácil??? - Ep.1

 

Não, e não estou a falar da parte de encontrar o Principe perfeito, porque esse GRAÇAS A DEUS já o tenho, falo mesmo na organização do casamento.

 

Papéis aqui, papéis aculá...Ufaaaa, não é fácil.

 

Para não dizer o dinheiro que custa, simplesmente CASAR. A dita "papelada" do registo civil é uma "Pipa de Massa".

 

Como já perceberam, no fim de alguns anos a viver em união de fato, vamos finalmente CASAR. Estou noiva, estou muito feliz, porque era de fato algo que tinhamos em mente. "Um dia vamos casar", e chegou o momento.

 

Como não é segredo nenhum, e é um ato natural e comum nas nossas vidas, venho partilhar as peripécias que vão acontecendo com o momento tão especial.

 

Hoje foi dia de registo civil.

 

Lá fomos nós feitos pimpões, chegámos ao registo, e como vivemos no meio em que meio Mundo se conhece, virei me para a senhora do balcão e disse em tom de brincadeira: "Viemos casar".

 

Assim começamos o processo da papelada mais importante da cerimónia.

 

A senhora pediu nossos cartões de cidadão, perguntou qual a data do casamento e qual o tipo de regime que queriamos casar. Mas antes que respondessemos, ela explicou os tipos de regime existentes (que suponho que é de conhecimento de todos, por isso não vou mencionar todos).

 

Meu Deus, e ai vem o momento do dia...

 

O Sr. Meu Namarido / Futuro Marido, depois da explicação respondeu: "Ahhh, casamos por COMUNHÃO GERAL..." e eu concordei, visto que vivemos há tantos anos juntos, já temos um par de coisitas em comum. (ahahahah)

 

Mas a Senhora continou, então querem casar em comunhão geral, o que é de um passa a ser do outro e vice-versa, mas....

 

E nós no "masss...."

 

"Mas, para ser comunhão geral, tem uma taxa acrescida de 100€." 

 

Pronto, acabou-se a Comunhão Geral.

 

O Sr. Meu Namarido / Futuro Marido teve um súbito salto de consciência e disse: "Atão não quero, pode ser mesmo Comunhão de adquiridos..." Isto saltou-lhe da boca tão breve quanto possível.

 

Rimos tanto, mas tanto...não têm ideia.

 

Mas continuando, e agora numa vertente mais séria.

 

O documento normal, para casar tem cum custo de 120 € , e se casarmos em comunhão geral é mais 100 €. Será que é só na minha cabeça ou isto não tem cabimento? 

 

Já por si, 120€ é mesmo muito para emitir um documento, quanto mais 220€.

 

Parece que anda meio mundo a chular outro meio mundo...desculpem o termo, mas foi o que sentimos. 

 

De fato por ser algo tão importante e especial, como é para nós, acredito que tantos como nós, CASEM, esquecendo a parte monetária que o Estado leva de nós.

 

Agora estamos em preparativos intensivos, pois falta mesmo muito pouco tempo.

 

Será também o batizmo da nossa flor.

 

E será de certo um dia muito mas muito  especial.

 

Agora os outros episódios do "Quem disse que casar era fácil?" ficam para breve...aqui fica o primeiro.

 

 

Beijinhos muitos, muitos com imensa gratidão da Mamã Zen, Mamã com estilo...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D