Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Mamã Zen, Mamã com estilo...

O blogue que retrata da vida de uma mulher após maternidade. Entre biberões e batons, um mundo cheio de descobertas ao estilo Zen.

Tudo com peso e medida...

E hoje não há resumo do dia anterior...até porque ao terceiro dia, decidi que as coisas tinham que ser do meu jeito e não do jeito dos livros.

 

 

 

Estarmos focados em dietas, só nos faz pensar naquilo que NÃO podemos comer, do que própriamente pensar na qualidade daquilo que devemos realmente comer.

 

Chega de restrições. 

 

Não prescindo do lanche em familia, pois devido aos nossos trabalhos, os momentos à mesa, são dos poucos momentos que podemos aproveitar para estarmos todos juntos. É como fosse o reencontro de todos, ao fim de um dia de trabalho. E acreditem que limitar-me a lanches, deixava-me completamente frustrada.

 

Chega de dizer não há fruta. Aliás, ao dia de ontem, quando finalmente comi fruta, a minha barriga, como por magia começou a regular-se.

 

Acreditam que no fim de três dias sentia-me pior do que quando tinha começado? Pois é, sentia-me.

 

No entanto não estou a dizer com isto tudo que levou-me a desistência por completo. Não. Simplesmente, e acreditem que com estes três dias, e os livros que li consegui ter um maior conhecimento sobre o que realmente ingerimos. E ter noção do que devo comer, e não. Qual o peso e medida certa dos alimentos que ingerimos.

 

Talvez eu estivesse errada, quanto à minha alimentação.

 

Ingeria em demasia, muitos hidratos de carbono, e poucas proteínas. Não equilibrava as minhas refeições principais. E mais, não olhava a rótulos para ter noção do que consumia.

 

Para quem é intolerante à lactose, como eu, não é mais um copo de leite magro a um lanche que vai fazer muita diferença. Pois a lactose, açucar natural do leite, está completamente abolido. E esse é um dos motivos porque não se pode consumir mais que um copo de leite por dia. 

 

Vou continuar a ter "medida" no que como, mas não vou viver em função e focada na alimentação. Não é bom para mim e penso que não é bom para ninguém.

 

No inicio achei que ia conseguir, e secalhar até conseguia, mas estou numa fase da minha vida que provavelmente tenho outras coisas que me preocupam mais do que isto. Como estar a 30 dias de subir ao altar.

 

Os nervos roem muito por dentro. Questiono-me todos os dias o que falta, de como vai ser, e isso já é bastante por momento.

 

Venho aqui da mesma forma que comecei, desabafar convosco a minha realidade e consequência do foco da dieta. Porque nós temos que ser nós e viver os momentos ao propósito que acontecem. Como disse, estou a 30 dias de casar e isso já é muito importante para mim. Afinal só caso uma vez na vida, com aquele que é o homem da minha vida e o pai da minha princesa.

 

A noiva está a preparar-se...e a curtir o momento. De momento, não quero pensar em mais nada do que isto e ser feliz.

 

Beijinhos muuito grandes da "Mamã Zen, Mamã com estilo..."  

 

 

Quem disse que casar era fácil??? - Ep.1

 

Não, e não estou a falar da parte de encontrar o Principe perfeito, porque esse GRAÇAS A DEUS já o tenho, falo mesmo na organização do casamento.

 

Papéis aqui, papéis aculá...Ufaaaa, não é fácil.

 

Para não dizer o dinheiro que custa, simplesmente CASAR. A dita "papelada" do registo civil é uma "Pipa de Massa".

 

Como já perceberam, no fim de alguns anos a viver em união de fato, vamos finalmente CASAR. Estou noiva, estou muito feliz, porque era de fato algo que tinhamos em mente. "Um dia vamos casar", e chegou o momento.

 

Como não é segredo nenhum, e é um ato natural e comum nas nossas vidas, venho partilhar as peripécias que vão acontecendo com o momento tão especial.

 

Hoje foi dia de registo civil.

 

Lá fomos nós feitos pimpões, chegámos ao registo, e como vivemos no meio em que meio Mundo se conhece, virei me para a senhora do balcão e disse em tom de brincadeira: "Viemos casar".

 

Assim começamos o processo da papelada mais importante da cerimónia.

 

A senhora pediu nossos cartões de cidadão, perguntou qual a data do casamento e qual o tipo de regime que queriamos casar. Mas antes que respondessemos, ela explicou os tipos de regime existentes (que suponho que é de conhecimento de todos, por isso não vou mencionar todos).

 

Meu Deus, e ai vem o momento do dia...

 

O Sr. Meu Namarido / Futuro Marido, depois da explicação respondeu: "Ahhh, casamos por COMUNHÃO GERAL..." e eu concordei, visto que vivemos há tantos anos juntos, já temos um par de coisitas em comum. (ahahahah)

 

Mas a Senhora continou, então querem casar em comunhão geral, o que é de um passa a ser do outro e vice-versa, mas....

 

E nós no "masss...."

 

"Mas, para ser comunhão geral, tem uma taxa acrescida de 100€." 

 

Pronto, acabou-se a Comunhão Geral.

 

O Sr. Meu Namarido / Futuro Marido teve um súbito salto de consciência e disse: "Atão não quero, pode ser mesmo Comunhão de adquiridos..." Isto saltou-lhe da boca tão breve quanto possível.

 

Rimos tanto, mas tanto...não têm ideia.

 

Mas continuando, e agora numa vertente mais séria.

 

O documento normal, para casar tem cum custo de 120 € , e se casarmos em comunhão geral é mais 100 €. Será que é só na minha cabeça ou isto não tem cabimento? 

 

Já por si, 120€ é mesmo muito para emitir um documento, quanto mais 220€.

 

Parece que anda meio mundo a chular outro meio mundo...desculpem o termo, mas foi o que sentimos. 

 

De fato por ser algo tão importante e especial, como é para nós, acredito que tantos como nós, CASEM, esquecendo a parte monetária que o Estado leva de nós.

 

Agora estamos em preparativos intensivos, pois falta mesmo muito pouco tempo.

 

Será também o batizmo da nossa flor.

 

E será de certo um dia muito mas muito  especial.

 

Agora os outros episódios do "Quem disse que casar era fácil?" ficam para breve...aqui fica o primeiro.

 

 

Beijinhos muitos, muitos com imensa gratidão da Mamã Zen, Mamã com estilo...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub